Gloria!

Imagine uma pessoa que vai ao mercado e quer comprar um chocolate de R$2,00. Ela tem R$5,00. Quanto ela deve receber de troco? A grande maioria das pessoas não teria nenhuma dificuldade em responder essa pergunta, certo? Agora, imagine que determinada pessoa não consiga. Agora, imagine que essa mesma pessoa que não consegue calcular 5 – 2 consegue cantar música erudita em mais de 20 línguas diferentes e aprendeu todo o repertório praticamente de primeira, sem ter que ensaiar e nem corrigir notas erradas. Difícil de imaginar, não?

Pois, não é pegadinha… Esse tipo de pessoa existe. E essa, em especial, descrita acima, também. Trata-se de uma síndrome genética, causada pela inexistência de múltiplos genes no cromossomo 7. A síndrome de Williams, que recebe o nome do primeiro médico que a descreveu, tem como característica baixíssimo QI, o que impede seus portadores de serem capazes de realizar uma simples subtração. Ao mesmo tempo, as pessoas com a síndrome são extremamente sociáveis e têm as capacidades linguísticas relativamente preservadas, sendo excelentes contadores de histórias, o que os difere de pessoas com outras síndromes associadas a baixo QI, como síndrome de Down, por exemplo. No entanto, como na síndrome de Down, os portadores de Williams têm feições características.

Você deve estar pensando: “ok, mas o que tudo isso tem a ver com música? Afinal, esse blog é sobre música e neurociência, não?”. Pois é, as características das pessoas com síndrome de Williams que mais nos interessam são sua atração pela música e suas habilidades musicais. O interesse dessas pessoas por música é tanto que, em escolas especializadas nos Estados Unidos, todas as atividades das crianças com síndrome de Williams são regidas por música, o que faz com que elas sejam melhor executadas.

Além do imensa atração pela música, muitas das pessoas com a síndrome de Williams têm habilidades musicais além da média da população normal, sendo excelentes instrumentistas e cantores, apesar de não serem capazes de ler música, já que suas capacidades cognitivas são comprometidas, assim como sua capacidade de localizar objetos no espaço. Mesmo sem poderem ler música, estudos mostraram que o córtex auditivo de sujeitos com a síndrome é maior em volume do que o de indivíduos sem a síndrome. Isso explica sua enorme capacidade de ouvir uma música e reproduzi-la fielmente.

Um caso extraordinário é o de Gloria Lenhoff. Nascida em 1961, ela só foi diagnosticada em 1993, mas desde pequena já cantava. Gloria é a pessoa que eu citei no primeiro parágrafo e é capaz de cantar em mais de 20 línguas diferentes, sabe todo seu repertório de cor e foi capaz de aprendê-lo de primeira, sem precisar consertar nenhuma nota. Além disso, Gloria ainda toca teclado e acordeon! Muitas pessoas com suas plenas capacidades cognitivas devem ter inveja das habilidades musicais de Gloria. Ainda não se sabe ao certo qual o nível de compreensão musical de pessoas com síndrome de Williams, mas pesquisas recentes devem, em breve, nos auxiliar a compreender melhor essas habilidades tão especiais.

Deixo um vídeo que tem depoimentos e exemplos de pessoas com síndrome de Williams cantando e tocando instrumentos musicais (Inclusive Gloria Lenhoff).

Para ler mais sobre o assunto:

Teixeira M.C.T.V., Monteiro C.R.C., Velloso R.L., Kim C.A., Carreiro L.R.R. Fenótipo comportamental e cognitivo de crianças e adolescentes com Síndrome de Williams-Beuren. Pró-Fono Revista de Atualização Científica, v. 22, p. 215-220, 2010.

Berdon, W.E., Clarkson, P.M., Teele, R.L. Williams-Beuren syndrome: historical aspects. Pediatric Radiology, v. 41, p. 261-266, 2011.

Martens, M.A., Reutens, D.C., Wilson, S.J. Auditory cortical volumes and musical ability in Williams syndrome. Neuropsychologia, v. 48, p. 2602-2609, 2010.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s